Cabo Assunção fala da suposta milícia de Gabriel Monteiro em podcast

26 de setembro de 2022 Off Por Portal do Gida

Em entrevista ao podcast Portal do Gida, Cabo Assunção, conhecido por ser o segurança de Gabriel Monteiro, falou um pouco sobre como foi a sua vivência com o policial e como lidou com as acusações da mídia sobre ele e possíveis esquemas envolvendo milicianos.

Bruno Assumpção, também conhecido como Cabo Assumpção, mencionou que trabalha na polícia há sete anos, e que hoje atua como cabo. Conhecido por ter sido segurança de Gabriel Monteiro, ele ficou famoso após um vídeo repercutir onde o policial apareceu ao lado de dois homens armados, o que abriu brechas para envolvimento com milícias.

Apesar da situação, Cabo Assumpção afirmou que a prática é legal, pois possui capacidade para uso da arma. Além disso, ele acredita que Gabriel Monteiro precisa de um forte esquema de segurança, devido às ameaças que sofre e pela perseguição constante da mídia.

Na época, Gabriel Monteiro ainda estava começando sua vida política. Dessa forma, Cabi Assumpção afirma que conhece o policial há cerca de sete anos, e que acompanhou a sua jornada, uma vez que, subitamente, ele se tornou popular devido às ações que realiza e às opiniões que emite.

Cabo Assumpção fala sobre trabalhar com Gabriel Monteiro

Cabo Assumpção fala que, devido às constantes ameaças que sofria, Gabriel Monteiro solicitou trabalho voluntário para garantir a sua segurança. Sendo assim, ele foi designado para cumprir escolta policial e política. Para ele, foi uma ação essencial,pois todos os envolvidos temiam pela vida do seu colega de corporação.

Em seguida, quando Gabriel foi eleito, Cabo Assumpção afirma que foi cedido ao seu gabinete, onde cumpria a função de proteger a sua vida. Ele afirma que, pela câmara, os seguranças não podem ser assessores parlamentares. Apesar disso, ele diz que esteve ao lado de Gabriel até o momento de sua cassação.

Sobre ter sido exposto por trabalhar com Gabriel Monteiro, ele afirmou que não acredita que houve uma repercussão negativa. Isso porque ele acredita que, pelo fato de ser reservado, a imagem não foi tão exposta assim. Entretanto, ele ainda era constantemente perseguido pela mídia devido a função que exercia.

Para ele, o fato de Gabriel Monteiro possuir diversas opiniões polêmicas, é bastante comum que muitas pessoas o ameacem de diversas maneiras. Porém, ele afirma que essa repercussão não lhe foi direcionada, e que soube lidar bem com a situação, embora muitos acreditem que ele esteja envolvido com as ações que Gabriel realiza.

Hoje, ele fala que pelo fato de ter sido segurança de Gabriel, muitas pessoas que trabalham com escolta passaram a vê-lo de uma forma diferente. Isso porque ele menciona que muitas pessoas levam para um lado pessoal, onde acreditam que os seguranças são envolvidos com as ações e compactuam com as opiniões que ele emite.

Por fim, ele acredita que não há receio da sua atuação. Para ele, trabalhar com Gabriel Monteiro foi relativo a um trabalho comum, e que não deve ser interpretado como cúmplice ou algo similar, pois não tem relação direta com as atitudes que ele tinha, apenas trabalhava com ele.

Leia mais: Cabo Thiago Fonseca fala sobre a falha das gestões cariocas na atuação da polícia, durante entrevista em podcast